• Cartas De Amor Aos Mortos  capa

Livro: Cartas De Amor Aos Mortos (pdf)

autor:

4
104 avaliações

Bem-vindo à melhor rede social de livros do Brasil (modéstia a parte. ;)! Tudo aqui gira ao redor da literatura, seja ela nacional ou estrangeira. Livros, livros e mais livros, nada mais importa. Tudo sobre seus autores favoritos e resenhas dos livros que você deseja ler. Perfeito para decidir qual será seu próximo livro, ou saber o que outras pessoas estão pensando sobre o livro que você já leu. Crie sua biblioteca e aproveite, o site é seu!

Nas bibliotecas (843)



+ ver todos
  • classificou 4
    + biblioteca de Thaís

    Um livro bom, com uma história legal. Considero a personagem principal muito inteligente! Pelas cartas que consegue escrever aos mortos como uma simples tarefa passada por uma professora, mas ao mesmo tempo não consegue lidar com o que ocorre na sua vida e com a perda de sua irmã mais velha. O final me deixou feliz! Torcia por ela. :)




  • classificou 0
    + biblioteca de Maria

    Cartas De Amor Aos Mortos
    de : Ava Dellaira

    Meus amigos,
    Tem algumas semanas que li este livro fico pensando em como escrever sobre ele pra que vocês entendam como esse livro foi envolvente e maravilhoso pra mim.
    Este é daquele tipo de livro que mexe com seus demônios,que te apavora e ao mesmo tempo de deixa leve.Tudo é tão intenso e verdadeiro e sentir tudo isso,é como se o passado voltasse e te desse um soco no estômago e você despertasse para tudo aquilo que você mais temia,mas em vez da escuridão você consegue ver a luz.

    Tudo começa com Laurel uma garota verdadeiramente inocente que traz dentro dela muita tristeza ,ela perdeu sua irmã mais velha May que a protegia do divórcio dos pais e mostrava para ela um mundo que não existia,apenas para elas.
    Na escola em uma das aulas Laurel recebe uma tarefa: escrever cartas para alguém que já morreu. Ela escolhe Kurt Cobain para escrever sua carta pois sua irmã era fã dele e ela também é claro!
    As cartas são desabafos intensos como um diário só que para os mortos e incluem várias personalidades com seus passados conturbados e sombrios ,mas que deixaram sua marca no mundo.
    Tenho certeza que este livro traz algo diferente e bom para cada um de nós,mas você tem que estar preparado para lê-lo se não ,você não irá entender.

    um pouco do livro:
    Sabe, acho que, quando você perde alguma coisa próxima, é como perder a si mesmo. É por isso que, no final, até escrever é difícil para ela. Ela quase não sabe como fazer. Porque quase não sabe mais quem ela é.

    Você pode achar que quer ser salva por outra pessoa, ou que quer muito salvar alguém. Mas ninguém pode salvar ninguém, não de verdade. Não de si mesmo. Você pega no sono no pé da montanha, e o lobo desce. E você espera ser acordada por alguém. Ou espera que alguém o espante. Ou atire nele. Mas, quando você se dá conta de que o lobo está dentro de você, é quando entende. Não pode fugir dele. E ninguém que ama você consegue matar o lobo, porque ele faz parte de você. As pessoas veem seu rosto nele. E não vão atirar.

    Percebi que existe uma razão para Kristen, Tristan, Natalie, Hannah e eu estarmos juntos ali - somos todos estranhos de um jeito diferente, e isso é normal.

    Bjs da Be.




  • classificou 0
    + biblioteca de Heloísa

    Durante 80% do livro você não faz a miníma ideia do causador do problema principal, que é exatamente o que te faz seguir na leitura em momentos cansativos e repetitivos, então você vai recebendo dicas e criando teses que acabam sendo comprovadas no fim do livro.
    Não é um livro ruim, tem partes que te fazem pensar e a escrita é cativante, ainda mais com as dedicatórias para os destinatários, mas a partir do momento que é tocada na ferida tudo fica previsível demais.




  • + biblioteca de Victoria

    O que falar desse livro?!
    Me arrancou risadas, choro e raiva. Uma mistura de sentimentos que é impossível dizer todos eles.
    Amei do começo ao fim. A história me prendeu de um jeito que que eu nem sabia que era possível, autora maravilhosa, sem mais <3




  • classificou 5
    + biblioteca de Delany

    Me indicaram este livro pelo tema ser parecido com a historia que estou trabalhando, simplesmente perfeito, no inicio acreditei ser um livre simples e juvenil mas depois que passei a entender o a autora gostaria de passar me surpreendeu muito.
    Um dos melhores livros que já li...




  • classificou 0
    + biblioteca de Marina

    Tudo começa com uma tarefe para a escola, onde Laurel escreve cartas para vários artistas que já se foram, e nessa cartas ela analisa suas personalidades e divide sua vida na nova escola com novos amigos, e destas cartas ela cria seu diário pessoal com muitos segredos, onde ela revela seu maior medo, sua maior culpa.... Cartas de amor aos mortos.




  • + biblioteca de Mariana

    Uma história incrível. No começo, me pareceu bastante infantil; mas, talvez, seja isso. Um livro que trata sobre o amadurecimento e as descobertas que fazemos sobre o mundo e sobre nós mesmos. Uma leitura fácil, gostosa, surpreendente e encantadora. Lúdica, mas inevitavelmente real. Há sempre beleza na verdade.




  • classificou 0
    + biblioteca de Elzilene

    O livro é bom. Adorei a ideia da autora. Uma simples tarefa de casa se torna um exercício de autorreflexão e de compreensão dos problemas vivido pela personagem. A tarefa era escrever uma carta para uma pessoa morta. Laurel começa a escrever para seus artistas preferidos e observar que seus problemas, os sentimentos vividos pelos artistas não eram diferentes dos seus. É um livro juvenil em que a personagem perde a irmã e passa por um momento de conflito de identidade. Precisa se encontrar novamente. Seus relatos são sensíveis e uteis. O livro tem um misto de relações interessantes. Os pais, o amor, os amigos a saudade, a dor, a culpa, o medo a opressão, culmina em crescimento.
    "... a arte de perder não é nenhum mistério;
    tantas coisas contêm em si o acidente
    de perdê-las, que perder não é nada sério.
    Perca um pouquinho a cada dia. Aceite, austero,
    a chave perdida, a hora gasta bestamente.
    A arte de perder não é nenhum mistério. ( Elizabeth Bishop)

    Recomendo leitura.




  • classificou 0
    + biblioteca de Dany

    Procurei ler o mínimo possível de resenhas sobre o livro. Queria ter o prazer de descobrir a história sem ter um pré conceito sobre ela. É foi aos poucos que a história foi se desenrolando.

    Laurel recebe sua primeira tarefe de escrever uma carta para alguém que já morreu então ela resolve escrever para o Kurt Cobain, mas a carta torna-se pessoal demais e ela não tem coragem de entregar para a professora. Ela perdeu a irmã May e com isso mudou de escola pra não ter que encarar as pessoas que sabiam de sua perda. Nesse novo colégio ela se sente mais confortável já que ninguém sabe de sua dor.

    O que era pra ser apenas uma carta se torna um desabafo e ela passa a escrever para outras personalidades como: Judy Garland, Elizabeth Bishop, Amy Winehouse, Janis Joplin, Jim Morrison, River Phoenix, dentre outros. Seus relatos são intercalados hora pelas vidas das personalidades e pela vida de Laurel que tenta compreender e fazer ligações entre os ocorridos das personalidades e sua vida.

    Seus pais são separados e a mãe não suportou a morte de May e se mudou. Laurel ficou com o pai é após mudar de escola ela teve que morar com a tia também. Uma semana na casa do pai e outa na da tia.


    "Espero que um de vocês me ouça, porque o mundo parece um túnel de silêncio. Descobri que, ás vezes, momentos marcam nosso corpo. Eles estão ali, alojados sob a pele como sementes pintadas de surpresa, tristeza ou medo. E se você virar para um lado ou cair, uma delas pode se soltar. Pode se dissolver no sangue ou fazer uma árvore inteira. Ás vezes, quando uma se solta, todas começam a se soltar."

    Ela fez novas amizades, descobriu o amor, ao mesmo tempo em que tenta compreender a morte de May. Laurel se culpa por isso.

    Uma das coisas que me deixaram desanimada foi à obsessão de Laurel por May. Um amor idolatrado que chega a não ser normal. Lá pelo meio do livro a leitura ficou arrastada. Nada de novo acontecia e ficava apenas nas mesmas lamentações.

    Gostei do fim que a história tomou. Poderia ter sido melhor, porém a Laurel enrolou muito para enfim contar como a irmã morreu. Como também teve outros acontecimentos que poderiam ter sido diferentes, deveria ter tido mais ação.




  • classificou 0
    + biblioteca de Carolina

    É lindo, tão inocente.. fantástico.







Baixe seu e-book

Download

Livro de papel na Amazon
com um super desconto!

Quero

Comprou, ajudou. :)

Compre um livro e ajude o Orelha de Livro a continuar existindo. Como assim?

Olá querido usuário,
um minutinho da sua atenção.

O que você tem achado do Orelha de livro? Saiba que para nós, não existe nada mais importante do que um usuário feliz. Gostaríamos então de lhe fazer um pedido, mas antes disso, queremos explicar algumas coisas: O Orelha de Livro é um projeto sem fins lucrativos mantido pelo MuccaShop, mas que precisa de dinheiro para continuar ativo. São diversas despesas, como servidores, computadores, funcionários, entre outras coisas que ajudam a manter nosso site no ar. Ok, você deve estar se perguntando, como posso ajudar? Oras, é bem simples. Alguns sites pedem doações aos seus usuários, mas nós não curtimos muito essa ideia. Ao invés disso, decidimos criar uma ferramenta muito útil para quem adora livros: um comparador de preços (que aparece na página de detalhes do livro) e sugestões de livros (que você já deve ter visto pelo site). Assim, sempre que encontrar um livro do seu gosto, por um preço bom, basta clicar e realizar a sua compra no site da loja. Muito fácil, não? Dessa maneira, além de estar ajudando a manter o Orelha de livro ativo e ver crescer sua biblioteca, terá nossa gratidão eterna. :) Muito obrigado, e boa leitura!

Orelha de Livro