• O Doador (- De Memorias) (#1 Quarteto O Doador) capa
  • O Doador (- De Memorias) (#1 Quarteto O Doador) capa
  • O Doador (- De Memorias) (#1 Quarteto O Doador) capa
  • O Doador (- De Memorias) (#1 Quarteto O Doador) capa
  • O Doador (- De Memorias) (#1 Quarteto O Doador) capa
  • O Doador (- De Memorias) (#1 Quarteto O Doador) capa
< >

Livro: O Doador (- De Memorias) (#1 Quarteto O Doador) (pdf)

autor:

4
158 avaliações

Bem-vindo à melhor rede social de livros do Brasil (modéstia a parte. ;)! Tudo aqui gira ao redor da literatura, seja ela nacional ou estrangeira. Livros, livros e mais livros, nada mais importa. Tudo sobre seus autores favoritos e resenhas dos livros que você deseja ler. Perfeito para decidir qual será seu próximo livro, ou saber o que outras pessoas estão pensando sobre o livro que você já leu. Crie sua biblioteca e aproveite, o site é seu!

Nas bibliotecas (1070)



+ ver todos
  • classificou 0
    + biblioteca de Alana

    Uma história envolvente que te faz repensar sobre todos os sentimentos e sensações que você conhece. Seria melhor mesmo se as pessoas não tivessem o direito de escolher por si mesmas? Assim nunca fariam as escolhas erradas? Totalmente instigante!




  • + biblioteca de Kedma

    Livro simplesmente perfeito criado em uma realidade completamente diferente e criativa! A autora imaginou um lugar onde não havia memorias e que absolutamente tudo havia regras, porém tinha um jovem chamado Jonas que foi escolhido como sua profissão, ser o recebedor de memorias onde teria de receber as memorias de toda a historia da comunidade onde vive, após ver como eram as lembranças ficou pasmo, tentando entender o porque das pessoas não puderem ter as magnificas e algumas tenebrosas lembranças, pois são elas que no dão alegria, tristeza, amor, ódio, fraqueza, força entre outras que o ser humano precisa conhecer! Jonas e seu doador de memorias decidiram que dariam a oportunidade para a sociedade sentir de novo os sentimentos, Jonas parte para uma viagem com intuito de devolver as lembranças pois "Quando não há memórias, a liberdade é apenas uma ilusão". Super Recomendo este livro, eu PARTICULARMENTE ameeei <3




  • classificou 4
    + biblioteca de Pedro

    Confesso a vocês que o livro deixou a desejar. É bom, a historia é muito interessante e nos faz refletir sobre a vida, porém, o livro é muito resumido. Ao ler, temos a impressão que o autor quis encurtar a historia. Fora isso, a ideia principal do livro é super interessante,acho que faltou ser melhor retratado.




  • + biblioteca de Andréa

    Muito boa essa distopia! O filme é bem diferente!




  • classificou 0


  • + biblioteca de Esthéfani

    É um livro lindo e apaixonante, não há muito o que dizer. No aguardo da sequência em português




  • classificou 4
    + biblioteca de Gisele

    Me apaixonei, goste de leituras diferentes!




  • classificou 4
    + biblioteca de Vitória

    "Fantástico! E cadê o próximo livro?"
    Encontrei esse livro por acaso dando uma volta por aí à procura de livros distópicos legais. Meu interesse pelo gênero aumentou bastante desde que descobri - e me apaixonei por - Jogos Vorazes, ao ponto de eu querer conhecer o que veio antes e depois da trilogia de Collins.

    Eis que eu encontro esse livro, de título interessante, capa enigmática e sinopse maravilhosa. O livro é de 1993 e é escrito pela brilhante Lois Lowry. Foi publicado aqui há um tempinho, mas só ficou em alta agora com o lançamento da sua adaptação, que chega nos cinemas por esses dias.

    O Doador - que foi relançado aqui como O Doador de Memórias graças ao filme - nos apresenta uma sociedade aparentemente perfeita, onde as pessoas vivem segundo um conjunto rígido de regras que decide o que será melhor para cada uma delas e recebem em troca a tranquilidade de uma vida sem conflitos, onde podem viver em paz. Toda essa segurança, porém, fez sumir as emoções das pessoas e tudo que elas experimentam não passam de sentimentos superficiais.

    Jonas, o protagonista, completa doze anos de idade e recebe sua Atribuição, o futuro "emprego" que o Conselho de líderes julga ideal para ele. O rapaz se tornará o novo Recebedor, o cargo mais importante da comunidade, o homem que tem o dever de guardar todas as lembranças do passado e mantê-las longe dos cidadãos a fim de protegê-los e livrá-los de um grande sofrimento. É também o homem a quem os líderes recorrem quando precisam de um conselho em uma situação complicada. O cargo de Recebedor exige de seu dono qualidades como coragem, força e disciplina, além de um grande empenho em servir a comunidade, e possui um treinamento cansativo, pesado e doloroso.

    Jonas começa a duvidar do modo de vida considerado ideal de sua comunidade quando conhece o Doador e tem acesso a todas as memórias do passado que ele carrega. O menino vive situações terríveis que já não existem mais, como a guerra e a fome, mas também tem acesso a lembranças calorosas, felizes e carregadas dos mais belos sentimentos, tudo que foi negado a ele e é negado a todos os outros sentirem. A partir daqui, o foco se torna o amadurecimento de Jonas à medida que ele vai descobrindo a cada nova lembrança que recebe que as coisas não são tão maravilhosas como ele acreditava.

    A narrativa de Lowry é perfeita. Nos primeiros capítulos do livro ela se dedica a explicar o cenário onde a história se passa, trabalhando os detalhes do mundo que criou, mas isso em momento algum deixa a história cansativa. Na verdade, todas as informações que a autora dá aguçam a curiosidade e trazem uma urgência para conhecer mais daquela sociedade tão bem pensada dela.

    Os personagens são outro ponto positivo. Jonas, apesar de meio jovem demais para protagonizar uma história tão complicada, é um rapaz incrível e inteligente, que desde que tem contato com um novo e extraordinário modo de vida, questiona a maneira cruel que as pessoas são obrigadas a viver e como são controladas, ao ponto de serem utilizadas para tirar a vida de alguém, e isso é tão chocante para ele quanto é para o leitor. O amadurecimento e o empenho do rapaz em querer mudar a situação atual de sua comunidade são interessantes de acompanhar e eu me vi pensando com ele em diversas maneiras de como quebrar esse sistema imposto, e a opção encontrada, apesar de desesperada, é a melhor possível.

    O Doador é simpático e tão sábio quanto Jonas seria um dia, ele é o responsável por mostrar ao protagonista toda a tristeza de viver naquilo que chama de Mesmice, e é impossível não concordar com ele. A coisa toda consegue melhorar mais ainda quando o pequeno Gabriel, o bebê as vésperas de ser rejeitado pela comunidade, é inserido na história e desenvolve uma relação muito forte com Jonas. Ambos protagonizam as melhores cenas do livro, em uma tentativa desesperada de salvar Gabriel e de devolver as pessoas da comunidade um pouco das memórias - e da vida - que lhes foram tiradas.

    Lois Lowry ganhou meu coração pelo jeito magnífico que desenvolveu sua história, cuidando primeiramente da introdução da sua ideia e do amadurecimento do personagem principal. Ela me mostrou um jeito novo (para mim, que ainda estou conhecendo o gênero) de fazer distopia. O livro deixa gancho para uma continuação, a qual eu preciso desesperadamente, pois o jeito que a história foi encerrada praticamente te obriga a correr atrás do segundo volume. Lois te deixa presa ao livro para depois terminá-lo de uma maneira tão repentina em um ponto da história tão complicado. E, apesar de ter ficado meio chateada com isso, eu percebi que foi genial, deixar o leitor com essa expectativa de querer saber o que houve com Jonas e o bebê Gabriel e as consequências das escolhas dele para a comunidade e para o Doador.

    Os livros seguintes (acabei de descobrir que a continuação se chama "Gathering Blue") ainda não chegaram ao Brasil, mas isso deve mudar com o lançamento do filme, pelo menos, eu espero. Enquanto isso, vou tentar achar a versão em inglês mesmo para ler, a curiosidade de saber o que Jonas e Gabriel encontraram ao fim desse primeiro livro não aguenta até a Arqueiro resolver lançar o próximo. Acredito que algo tão fantástico quanto The Giver me aguarda na continuação. E eu mal posso esperar.







Baixe seu e-book

Download

Livro de papel na Amazon
com um super desconto!

Quero

Comprou, ajudou. :)

Compre um livro e ajude o Orelha de Livro a continuar existindo. Como assim?

Olá querido usuário,
um minutinho da sua atenção.

O que você tem achado do Orelha de livro? Saiba que para nós, não existe nada mais importante do que um usuário feliz. Gostaríamos então de lhe fazer um pedido, mas antes disso, queremos explicar algumas coisas: O Orelha de Livro é um projeto sem fins lucrativos mantido pelo MuccaShop, mas que precisa de dinheiro para continuar ativo. São diversas despesas, como servidores, computadores, funcionários, entre outras coisas que ajudam a manter nosso site no ar. Ok, você deve estar se perguntando, como posso ajudar? Oras, é bem simples. Alguns sites pedem doações aos seus usuários, mas nós não curtimos muito essa ideia. Ao invés disso, decidimos criar uma ferramenta muito útil para quem adora livros: um comparador de preços (que aparece na página de detalhes do livro) e sugestões de livros (que você já deve ter visto pelo site). Assim, sempre que encontrar um livro do seu gosto, por um preço bom, basta clicar e realizar a sua compra no site da loja. Muito fácil, não? Dessa maneira, além de estar ajudando a manter o Orelha de livro ativo e ver crescer sua biblioteca, terá nossa gratidão eterna. :) Muito obrigado, e boa leitura!

Orelha de Livro