• Pluvia - Entre Segredos & Esperança capa
  • Pluvia - Entre Segredos & Esperança capa
< >

Livro: Pluvia - Entre Segredos & Esperança (pdf)

autor:

4
11 avaliações

Bem-vindo à melhor rede social de livros do Brasil (modéstia a parte. ;)! Tudo aqui gira ao redor da literatura, seja ela nacional ou estrangeira. Livros, livros e mais livros, nada mais importa. Tudo sobre seus autores favoritos e resenhas dos livros que você deseja ler. Perfeito para decidir qual será seu próximo livro, ou saber o que outras pessoas estão pensando sobre o livro que você já leu. Crie sua biblioteca e aproveite, o site é seu!

Nas bibliotecas (15)



+ ver todos
  • + biblioteca de Ana Paula

    Devo começar essa resenha, agradecendo a querida autora Erica Azevedo, pela oportunidade única de ler esta obra. Muito obrigada mesmo Erica, tenha certeza que, depois de ter lido este livro, vou ver a chuva de outra maneira! ;)

    Bem, não é surpresa para ninguém que a literatura nacional vem ganhando um espaço merecido no mercado. Fico muito feliz com isso e só tenho a agradecer por ter a oportunidade de ler algo da nossa terra com um enredo tão fantástico.
    Em Pluvia, somos apresentados a um mundo totalmente diferente do que já vimos. Os personagens desta trama, são de um universo paralelo, e atravessam essa dimensão através da chuva! Em Pluvia, encontramos personagens parecidos com os humanos, mas os animais que lá exitem são diferentes e alguns até fofos (Dermilin *-*). Ana, uma humana, vai passar as férias com seus pais e durante uma tempestade, vê esses seres pluvianos, com a curiosidade a flor da pele, resolve segui-los. Para seu espanto, ela descobre que é a única que pode ajudá-los. Pluvia está passando por um momento ruim, algo de estranho e terrível vem assombrando seus habitantes, mas ninguém conta a Ana o que realmente querem dela, ela terá que descobrir seu caminho sozinha.

    Confesso que fui surpreendida pela história deste livro! Como a maioria dos livros nacionais lançados recentemente, Pluvia tem continuação, mas o desfecho da história não deixou nada a desejar! Claro que ficaram alguns ganhos para o próximo livro, mas nada que deixe o leitor doido de curiosidade!
    Adorei o modo como a autora apresentou os personagens na trama, e gostei muito de Ana também. O que me incomodou um pouco no início, foi a facilidade com a qual ela absorveu o que estava acontecendo. Claro que, devido as circunstâncias em que ela estava, não haveria outra saída, mas.... não sei, acho que não me convenceu. Ana é aquele tipo de personagem que todos os leitores querem ser: participar de uma aventura surreal, em um universo desconhecido, que até então só era visto em livros.

    A realidade em que Ana vivia, não era nada emocionante. Com pais que mais trabalham do que ficam em casa, nossa protagonista é sim amada pelos mesmos, mas passar um tempo com os pais, é um tarefa que Ana não quer fazer, ainda mais quando sabe que férias para os pais, é sinônimo de continuar trabalhando. Por isso ela se afundava em suas fantasias, e creio que também tenha sido por esse motivo, que ela aceitou tão rapidamente seu destino.

    "E foi então, em meio àquela pequena demonstração da força da natureza, que ela vislumbrou, pela janela embaçada pela chuva, uma pequena transformação de fantasia em realidade. As gotas que caiam inexplicavelmente transformaram-se em pessoas, iguais a ela, vestidas de maneira diferente e agitadas por certa empolgação que ela imaginou em seus rostos."

    A narrativa é feita em terceira pessoa pelo ponto de vista de Ana, senti falta de um englobamento maior sabe? Queria também conhecer o lado de Aléxi, um personagem que arrancará suspiros, prometo!
    Gostei muito da narrativa da autora, sucinta e sem rodeios. Ela não foca somente no romance entre personagens, você sabe que tem algo ali, mas o ponto principal, são os segredos que os pluvianos escondem, e claro, a aventura em que Ana e seus amigos embarcam.

    "Algo muito terrível estava assustando os pluvianos, ela podia sentir. E saber que sua ajuda poderia ser a única chance deles fazia crescer uma desconfortável sensação de insegurança."

    A capa é muito bonita, descreve bem o enredo do livro, e a diagramação é simples, mas muito bem feita, sem erros aparentes. Uma história que realmente vale a pena ser lida e tenho certeza que te encantará. Um mundo desconhecido, cheios de segredos, magia e seres diferentes, onde uma reles humana pode ter o poder de ajudar ou destruir. Super recomendado!




  • + biblioteca de Cássia

    O livro conta a história de Ana, uma adolescente normal, que não tem a melhor relação do mundo com os pais, pelo fato de serem extremamente protetores. Ana sempre tenta convencê-los de a deixarem sair/viajar com sua melhor amiga, mesmo sabendo que será em vão.

    Porém, quando menos se espera, tio Jonas faz um convite para a família passar alguns dias em uma de suas casas, que fica em um lugar isolado de tudo e todos. Sem escolha, Ana é obrigada a viajar com os pais. Mas a garota nem imagina que durante a viagem sua vida irá mudar.

    Após alguns dias na casa de seu tio, Ana começa a observar pela janela a chuva que cai lá fora e percebe algo completamente estranho: as gotas da chuva se transformam em pessoas. Isso intriga a garota, que resolve sair e comprovar se aquilo realmente estava acontecendo. E, para a surpresa de Ana, tudo era real, e em sua frente ela enxergava pessoas encapuzadas, diferente de todas que ela já tinha visto durante sua vida toda. Eram habitantes de Pluvia.

    Eles explicam para Ana que são de outro mundo, um mundo mágico e secreto, mas que precisam da ajuda de um humano para salvar o lugar onde vivem. E a escolhida foi Ana.
    Perdida, mas com muita vontade de ajudar, Ana sente que deve estar em Pluvia e resolve partir com os novos amigos.

    Quando chega ao novo mundo, Ana conhece outros habitantes, entre eles Aléxi, um pluviano muito misterioso. E também revelam para a garota que ela é a única salvação de Pluvia. Mas tudo fica muito subentendido, o que deixa o livro mais misterioso.

    Por ser um ser de um mundo de fora, Ana precisa provar para os habitantes de Pluvia que é capaz de ajuda-los, além de superar as próprias expectativas e provar a si mesma que pode acompanhar os amigos em suas aventuras, mesmo sabendo que o destino deles (e até mesmo de Pluvia) é incerto.

    Gostei muito do livro, de como a autora trabalhou Ana, Collet e Aléxi, e de como o valor da amizade foi apresentado. Foi um livro que me prendeu do inicio ao fim, e eu não conseguia parar de lê-lo. Para quem gosta de histórias misteriosas e mágicas, eu super recomendo.

    http://www.procurei-em-sonhos.com/2013/09/resenha-pluvia-entre-segredos-esperanca.html




  • classificou 5
    + biblioteca de Rayane

    Simplesmente me encantei por Pluvia.




  • classificou 5
    + biblioteca de Rayane

    Pluvia conta a estória da jovem Ana que desde de pequena 'criava' suas histórias fantásticas e aventuras, mas conforme crescia teve que desistir delas por causa da rigidez da mãe. Com o fracasso de passar as férias com sua amiga Sophia, Ana se vê presa a caminho da casa do Tio Jonas em Joinville e lá naquela cidadezinha* ela vai embarcar na maior aventura que ela poderia imaginar.

    Assim que comecei a ler Pluvia, já fiquei presa ao mistério. Principalmente com o primeiro capitulo onde temos um acidente com um homem encapuzado no meio da estrada onde linhas misteriosas saem da mão dele. O.O'

    Ao chegar na pequena cidade Ana já percebe que ela tem algo de diferente, os dias foram passando e o tédio reinou pela casa. Até que a chegada de uma chuva, onde ela resolve observar cair pela janela.

    "E foi então, em meio áquela pequena demonstração da força da natureza, que ela vislumbrou, pela janela embaçada pela chuva, uma pequena transformação de fantasia em realidade. As gotas que caiam inexplicavelmente transformavam-se em pessoas, iguais a ela,(...) As chuvas não as incomodava, ao contrário, parecia que ela invadia seus corpos como fizesse parte delas." [pagina 30]

    Ela não conseguia se conter depois de presenciar isso, depois de observar os três dirigissem até a mercearia ela tinha que ir até lá, Ana é extremamente curiosa e aquela era sua oportunidade. Ao entrar ela descobre que eles não estava ali por acaso, eles precisavam da ajuda dela. Pluvia precisava dela. Os eles se apresentam como Collet d'Loide, Vevila d'Laufey, Calix d'Amans e Alfio d'Glen. Sobrenomes complicados hein!?

    Lá eles explicam um pouco que 'Pluvia é um mundo através da chuva' e que precisa da ajuda dela, claro se ela aceitar. O que precisamos deixar claro que:

    1º Collet mudou o futuro dela, ele consegue meio que influenciar as decisões, mas vai da pessoa decidir seguir isso ou não.
    2º Ela teria que deixar os pais.
    O 3º motivo não posso contar, vocês vão ter que ler o livro para saber. Fiquei tão aflita nessa parte do livro.
    Eu me apeguei a Ana, o jeito como a Erica a descreveu me faz sentir como ela durante o livro todo.

    Uma coisa é certa, criar um mundo não deve ser fácil admiro muito Erica por criar um novo rico de detalhes e fazer tudo se encaixar perfeitamente, explicar as coisas no tempo certo.

    Ao Chegar em Pluvia eles foram a caminho de Penafort um vilarejo onde fica os jovens escolhidos para treinar com seus mestres. Os jovens são chamados de Aprendizes e cada um é treinado por um mestre que tem um poder e deve orientar o aprendiz por assim dizendo sua vocação que são 3 Os Feiticeiros e os Guerreiros e não menos importante os Mestres. Cada um tem um papel importante. Lá também ela se vê acolhida por novos amigos além de Vevila e Calix que foram busca-lá Caton, Julian e Estelle.
    Deles o que me faz rir é Julian que adora ficar cantando Ana e o jeito engraçado. --"

    Claro que para ajudar Pluvia, Ana terá que aprender como os outros Yedda pediu que Collet colocasse Aléxi como Mestre para ajudar Ana com isso. Eu não me lembro sinceramente se Yedda é uma das chefona do Conselho Ancião ou da Casa dos Mestres, mas não sei porque eu não fui muito com a cara dela, sabe aquele personagem que você tem a sensação de ser do mal. Então meu santo não bateu com o da Yedda. Simples assim. hahaha antes que venham com pedras calma. Essa é a minha primeira impressão com o personagem, nem pode ser verdade o que eu acho. :D

    Uma das coisas que me incomodou mesmo foi não contarem para Ana o que ela realmente ia fazer, Ok eu entendo que foram traídos pelo humanos antes (~longa história), mas poxa isso ia evitar muitas coisa. Só dizer olha precisamos da sua ajuda, mas não vamos contar nada a você pois não confiamos. Eu já teria me mandando se fosse ela, brincadeira do jeito que eu sou não teria ido nem que me obrigasse Penafort é incrível gente... quem não quer ser um guerreiro ou feiticeiro, nada contra os mestres mas não tenho paciência para ser professor melhor dizendo. E Erica cadê o meu mestre que não veio me buscar ainda!? Eu sei que já tenho 19 já passei da idade...mas eu quero ser Feiticeira ou Guerreira ainda não sei. Olha isso estou quase agindo como um personagem reclamando dos acontecimentos. Sim eu fiquei com uma ressaca literária depois de ler. --"

    Ah! Claro que no livro não poderia faltar um pouco de romance e o nosso "cara" é o Aléxi que na verdade é um verdadeiro ogro e bruto com a Ana quase metade do livro os dois não consegue ficar no mesmo ambiente se soltar algumas farpas, mas vemos que ali tem um sentimento surgindo não só da parte da Ana como do Aléxi e eu amo todos os momentos que eles estão juntos. Ah gente até shippei os dois Aléxa ficou bonitinho? Por favor Erica não me coloque outra personagem para acabar com esse relacionamento que está surgindo. Hahaha.

    Eu poderia ficar aqui a fios falando sobre o livro eu marquei várias paginas, várias mesmo!Pena que seu eu contar mais, vai perder a graça. E eu quero que vocês leiam o livro pois é incrível. Acho que já repeti isso umas trezentas vezes.
    Ainda bem que o livro é uma série, pois o final é tipo tchan e eu não sei quando vai sair o próximo livro, espero que não demore.




  • classificou 5
    + biblioteca de Bianca

    Amor define o que eu senti ao ler esse livro!


    O livro conta a história de Ana, uma menina curiosa, que adora ler, leva uma vida simples e mora com seus pais em São Paulo. Ana estava de férias do colégio e sua amiga Sofia a convidou para ir viajar com ela, mas devido a alguns acontecimentos de seu último verão em Florianópolis, sua mãe, Laura, não deixou ela ir com sua amiga. Para aproveitar suas férias escolares, a família Leal vai para Joinville, onde seu tio Jonas tem um chalé.

    Chegando ao povoado de Baamen, Ana se depara com uma cena estranha: pequenos pingos de chuva se transformam em pessoas. A curiosidade é mais forte e ela segue essas pessoas até um armazém. E a partir daí ela embarca em uma aventura para o mundo de Pluvia.

    Como eu já disse, amei o livro! To com medo de não conseguir falar aqui o quanto eu amei! A Erica escreveu de forma perfeita absolutamente tudo, era como se eu estivesse em Pluvia, vivendo tudo aquilo, dava pra imaginar os lugares citados. Adoro livros assim e é difícil achar um livro que te prenda desse jeito.

    Os personagens são incríveis, me identifiquei com a Ana na parte da curiosidade, haha, e sim ela é bem curiosa, ela perguntava tudo, não é aquela personagem que fica com as dúvidas pra si. Adorei os outros personagens, mas gente o Aléxi.. não tenho palavras para descrever kk. No começo eu desconfiei dele, mas com o desenrolar da história me rendi aos seus encantos. Como a Erica disse: "Aléxi é amor Bia". E sim, realmente ele é.

    Também gostei do fato de a história se passar aqui no meu estado, nunca tinha lido um livro de autor nacional por conta própria, só lia os que eram pedidos na escola, mais confesso que amei, acho que eu nunca li, por medo de não gostar, mas como eu estava enganada.

    É isso galera, vou parar de falar se não vou acabar dando spoilers e aí acaba com o encanto de quem ainda não leu. Recomendo muito, vale super a pena ler.

    Obrigada Erica por me mandar esse exemplar maravilhoso!

    Encontre mais resenhas em: http://umlivronaestante.blogspot.com.br/




  • classificou 4
    + biblioteca de Ly

    Olá pessoas! Hoje trago a resenha de "Pluvia", da nossa autora parceira Erica Azevedo. Queria introduzi-los em uma coisa, antes que começassem a ler. Bem, muitos não sabem, porém não tenho o costume de resenhar usando sentimentos, a não ser que o livro realmente tenha me arrebata, por isso, a contradição tão frequente em minhas resenhas. Continuarei a manter o padrão, falando de como me senti durante a leitura e depois analisando o livro como leitora, sem me importar com minha conturbada mente certo? Espero que gostem da resenha (apesar de tudo)!

    Bem, ao ler "Pluvia", admito que estava com as expectativas em alta, já que todos que haviam escrito sobre ele, o amaram e vivem apenas para venerá-lo. O caso é que minha leitura não teve divagações, deixe-me inteirar no universo proposto pela autora. Pessoalmente, senti que o livro alternou-se em momentos de narração obrigatória, clichês e ação. Constantemente me encontrava à apenas ler e de repente, me via com borboletas no estômago. Foi uma leitura bastante oscilatória, mas também diferente, pois eu seu clichê, acabou por despertar minha curiosidade sobre como tudo se desenvolveria até o fim.

    O livro tem como cenário inicial nosso mundo, e de forma bastante criativa e irreal (é estranho falar que é irreal quando se trata de uma ficção, mas vá lá), somos levados e ligeiramente introduzidos no mundo de “Pluvia”. Digo criativa pelo seguinte:

    "Pluvia é um mundo através da chuva - respondeu Calix, o garoto de cabelos loiros. - É outra realidade além desse mundo." (Página 36)

    Lembram que comentei na caixinha de correio #6, que por todo o livro havia um efeito chuviscado? Pois é, bingo! O único problema com o mundo criado foi que sendo uma realidade alternativa, é muito fácil ficar tanto curiosa quanto perdida, pois a autora nos introduz perfeitamente no modo de vida de “Pluvia”, porém não há como não se perguntar sobre outros fatos que a autora não menciona.

    A escrita de Erica Azevedo é rápida e leve, tendo seus momentos de poesia, neutralidade, monotonia e brevidade, o que tornou a história prazerosamente fluida e apesar de não ser profundo, o que talvez se deva ao fato da narrativa ser em terceira pessoa, faz com que sejamos transportados a este novo mundo tão plenamente que é como se o nosso não existisse.

    O que nos remete as personagens, cujas personalidades são bem trabalhadas e distintas, nos dando a oportunidade de gostar ou não de um personagem, pois ela não fez grandes reviravoltas e apesar de podermos acompanhar um avanço - principalmente em Ana, nossa protagonista - nenhum deles perdeu sua identidade original, mesmo que com o desenrolar da trama, tenham tido alguma duplicidade.

    Não sei por que, mas “Pluvia” me faz lembrar romance. Algo em sua capa ou na escrita da autora talvez, não sei, o único fato que ressalto é que Ana e Aléxi nos cativam principalmente por constituírem um romance parco, cuja base nos é apresentada sem floreios e nos faz ter momentos de ansiedade perante o que vai acontecer em seguida.

    O desenvolvimento da história em si é basicamente uniforme, sem pontos altos até seu fim, porém com inúmeros "mistérios" propostos pela ideia central do enredo, vista na sinopse e posta logo nas primeiras páginas do livro (sem menção, pois é spoiler). Não sei vocês, mas quando pego um livro que propõem logo de cara uma incógnita como esse o fez, tenho um pé atrás, pois sempre haverão dois caminhos: clichê ou surpresa. No caso de "Pluvia", foi uma mistura de ambos, pois diversos aspectos que encontramos nele podem ser vistos em outros livros, porém a forma como são distribuídos dá certo, fazendo com que nos concentremos no que é original e analisemos como a trama vai se quebrando quando a autora contradiz as motivações dos personagens (lê-se: aventura que acontece no final do livro, bem dizer), destruindo as hipóteses que criamos, entretanto, nos fornecendo tantos "Mas o quê...????" que nossa curiosidade é plenamente aguçada.

    E cá entre nós, estou começando a achar que finais *bum* de tirar o folego são características marcantes dos escritores nacionais, porque se algumas coisas me desagradaram, o final repentino e chocante compensa sem sombra de dúvidas. No fim, “Pluvia” mostrou ser um livro leve, instigante, sem floreios e dono de uma trama com imenso potencial.




  • classificou 5
    + biblioteca de Tamires

    O primeiro capítulo do livro começa com dois homens dentro do caminhão que escutam rádio.
    Quando se deparam com um homem encapuzado em meio a estrada o motorista do caminhão desvia...o que acontece? não vou contar rsrs brincadeira...para quem se interessou veja o primeiro capítulo AQUI.
    Somente com o primeiro capítulo Erica já faz com que deixe o mistério no ar,para deixar mais curiosos ainda,somente chegando ao fim do livro descobre quem era este homem encapuzado ( dei uma dica ein).
    Sim,tem a ver com Ana e muito a ver com a história haha.
    *O legal é que a Erica fez como eu em uma vez que criei uma crônica para um trabalho, sabe aquela novela ou filme que começa com um cara andando na rua todo ensanguentado ou algo assim e depois começa a história contando o porque daquilo? sim,foi isto que ela fez mas sem da na cara quem seja rsrs.

    Depois deste primeiro capítulo entra na história de nossa protagonista,Ana.
    Laura Leal e Rodrigo Leal são os pais de Ana Leal.
    Laura é do interior de Minas Gerais e mudou para São Paulo em busca de emprego,não demorou muito para seu casamento com Rodrigo.um ano depois do casamento nasceu Ana.
    Ana cresceu desempenhada em suas histórias e adorava desvendar mistérios.Agora com seus dezessete anos,Ana já não tinha a mesma fisionomia que tinha na infância.

    A sua amiga Sofia convida para ir junto com sua família para passar as férias escolares de julho no Guarujá,mas pedir para seus pais deixarem é a pior "missão".
    Ana e Sofia já tinham deixado a confiança de Laura se abalar uma vez,o que foi o motivo maior de Laura não deixa Ana ir.

    O tio Jonas emprestou um imóvel em Joinville para desfrutar das férias de Ana e ainda passar um tempo com a família.
    Em meio ao caminho Rodrigo pede a um homem,informações do local onde fica o povoado onde quer chegar.
    Na entrada do povoado o senhor Leal para em uma mercearia para ter informações da localização do chalé emprestado do Jonas.

    "Ele olhou brevemente nos olhos de Ana,fazendo-a encolher com sua intensidade.Seu olhar queimava contra o seu rosto,fazendo uma sensação estranha correr pelo seu corpo.Ela sentiu os pensamentos ficarem desordenados.Era difícil se desprender daquela imensidão que era o seu olhar. " Pag-26

    Depois de três dias hospedada no chalé,Ana resolve chegar na janela e observar a chuva...o inesperado acontece.
    Não acreditando no que esta vendo,Ana resolve seguir as pessoas que se transformaram através das gotas da chuva.
    Seguindo-os sem saber onde está indo,chegando ao local,percebe que esta dentro da mercearia onde seu pai tinha pedido informações.
    Ana é chamada em uma missão onde somente humanos poderia ajudar,esta missão deve ser feita em outro mundo,Pluvia.

    Mesmo com medo Ana encara um novo mundo e as novas coisas que estão por vir.
    Chegando no vilarejo Penafort de Pluvia, Ana conhece seus mais novos amigos: Caton,Calix,Julian,Vevila e Estelle.

    Coisas estão acontecendo desde que Ana chegou...o que são as coisas? não vou contar mesmo rsrs.
    Afinal,porque alguém queria ajuda de um humano? porque ajuda de uma menina e tão nova? porque Ana não foi informada do que faria em sua missão? porque muitos pluvianos tinha raiva de seres fora de seu mundo? O que os pluvianos escondem? ...

    #Um pouco a mais...Penarfot é um vilarejo onde se situa os aprendizes e os mestres,cada mestre tem seu "poder" e cada aprendiz tem seu mestre para ajudar em seus "estudos" e a descobrir sua "designação".Me desculpem mas não posso falar mais do que isto.Somente mais uma coisinha rsrs...Ana também tem treinamentos para encarar as coisas que estão por vir,o seu mestre é o irmão de Calix,o Aléxi.



    A Erica foi espetacular, seu fruto de imaginação é ótimo (sério,admiro muito isto).Tudo se encaixa perfeitamente na história e a cada capítulo tinha algo para o próximo o que me fez "devorar" o livro em dois dias e meio.
    Pluvia é um livro ótimo,de rápida leitura e bem agradável...fiquei pedindo por mais rsrs
    O final vocês nem imaginam,a Erica coloca mais um segredo que tem de ser desvendado somente no próximo livro.

    Sabe o que me deixou feliz? O livro se passa nas férias escolares de julho de Ana;sua mãe é do interior de MG e seu pai de SP e a protagonista tem 17 anos...
    Gente! eu tenho 17 anos(acho que muitos não sabiam disto);li o livro nas férias escolares de julho;minha mãe é também do interior de MG e meu pai é de SP...a única coisa que muda é que foi ao contrário,meu pai veio para MG a procura de emprego e conheceu minha mãe rsrs. Tirando isto só faltou a autora ter colocado nome da personagem de Tamires,sério mesmo...até o jeito de Ana acho que é meio parecido com o meu rsrs. Também tem outra coisa que não comentei com ela...eu amo o tempo de chuva principalmente em ficar na varanda de casa reparando.Erica como? me explique isto por favor!

    Gente! fiquei sabendo ontem a noite que fui o primeiro blog parceiro da fofa da Erica...nem sabem como eu dormi mega feliz \o/

    Obrigada Erica por tudo mesmo,foi incrível a leitura...mas não só isto,foi mais incrível conhecer a você...uma pessoa adorável,que se tornou amiga e sempre vai estar em meu coração.Meu eterno obrigada a você.

    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/2013/07/resenha-pluvia.html




  • classificou 5
    + biblioteca de Jéssica

    Pluvia foi um livro que eu me apaixonei a partir do primeiro momento que comecei a ler. A escrita da Erica é maravilhosa. Os personagens são envolventes, carismáticos e muito, muito divertidos. A história prende o leitor do começo ao fim. Foi difícil querer terminar essa aventura!
    Ana é a personagem principal, que é convocada para ir a Pluvia pois os pluvianos estão precisando de sua ajuda. Lá, Ana se depara com um mundo completamente diferente do seu e passa a viver juntos com eles, até o motivo principal de sua viagem para Pluvia seja revelado. Ela faz amigos maravilhosos. Vevila, Calix, Julian, Esthela e Caton estão sempre com ela, prontos para ajuda-la. E também conhece Aléxi, o garoto que todas as meninas admiram, mas que é conhecido por não dar atenção a nenhuma delas. Ana precisa passar por treinamentos para estar pronta para sua missão e Aléxi é incumbido da tarefa de orienta-la. Mesmo com as brigas eventuais, eles acabaram se entendendo. E durante esse tempo que envolve treinamentos, descobertas do real motivo por estar em Pluvia, Ana se depara com mentiras e histórias sobre o passado daquele vilarejo, iniciando uma aventura mágica entre o passado e o presente, aonde Ana, Aléxi, Calix e Vevila terão que dar o seu melhor para conseguirem escapar.

    Um livro INCRÍVEL. Que quando você começa a ler, só quer saber mais e mais. Uma história que envolve tantas coisas, mas que é contada de uma forma fácil, engraçada e envolvente. Se tornou um dos meus livros FAVORITOS! ♥







Baixe seu e-book

Download

Livro de papel na Amazon
com um super desconto!

Quero

Comprou, ajudou. :)

Compre um livro e ajude o Orelha de Livro a continuar existindo. Como assim?

Olá querido usuário,
um minutinho da sua atenção.

O que você tem achado do Orelha de livro? Saiba que para nós, não existe nada mais importante do que um usuário feliz. Gostaríamos então de lhe fazer um pedido, mas antes disso, queremos explicar algumas coisas: O Orelha de Livro é um projeto sem fins lucrativos mantido pelo MuccaShop, mas que precisa de dinheiro para continuar ativo. São diversas despesas, como servidores, computadores, funcionários, entre outras coisas que ajudam a manter nosso site no ar. Ok, você deve estar se perguntando, como posso ajudar? Oras, é bem simples. Alguns sites pedem doações aos seus usuários, mas nós não curtimos muito essa ideia. Ao invés disso, decidimos criar uma ferramenta muito útil para quem adora livros: um comparador de preços (que aparece na página de detalhes do livro) e sugestões de livros (que você já deve ter visto pelo site). Assim, sempre que encontrar um livro do seu gosto, por um preço bom, basta clicar e realizar a sua compra no site da loja. Muito fácil, não? Dessa maneira, além de estar ajudando a manter o Orelha de livro ativo e ver crescer sua biblioteca, terá nossa gratidão eterna. :) Muito obrigado, e boa leitura!

Orelha de Livro